Widget Image
Marcos Pizano – 30 anos de Jornalismo, dos quais 26 em emissora da Rede Globo, além de dois MBAs na Fundace/USP e três anos de Instrutoria no Sebrae/SP.
Fale comigo: (16) 3441-8786 • (16) 99752-8786
E-mail: falecom@marcospizano.com.br

Novidades

Home  /  Novidades

Todos já percebemos que o distanciamento social, provocado pelo Coronavírus, está mudando nosso padrão de consumo. O desafio agora é entender esta mudança e traçar novos planos para manter ativa a comunicação com o cliente na Pandemia.  Isso tem colocado os empresários diante de uma empreitada difícil. Aumentar as vendas para sobreviver no presente e, ao mesmo tempo, investir em estratégias de médio e longo prazos.   Mas, estamos num cenário de filme de terror. Crise sanitária, incerteza econômica, instabilidade política, queda nas vendas, aumento do desemprego, recessão global.  Ainda que, muitas empresas estão de portas fechadas, impossibilitadas de agir e lutar pela sobrevivência. Não é sem

Quando a gente pensa em Análise de Mercado no Plano de Comunicação, as primeiras ideias que vêm à cabeça são as relacionadas com números, gráficos, indicadores econômicos. Ou ainda: um local, comércio, setor econômico ou um ambiente financeiro. 

Muitas vezes isso mais confunde do que explica. Posto que, o indicador sinaliza apenas, ele não é o Mercado. 

Para analisá-lo, a gente precisa primeiro responder a uma pergunta aparentemente tola, mas crucial: Afinal de contas, como entender o Mercado?

Um número cada vez maior de empresas, de todos os tipos e tamanhos, está atuando fortemente na Internet. Mas, o que poucas fazem é o Planejamento de Marketing Digital, para dar consistência às suas ações e alcançar os resultados esperados. Isso tem uma justificativa: é que hoje em dia é muito mais fácil divulgar seus produtos na Internet, fazer posts no Facebook, imagens no Instagram e artigos em blogs. Entretanto, estas ações sem uma coordenação podem representar desperdício de tempo dinheiro, além do que, técnicas equivocadas podem prejudicar o desempenho de boa parte das ações. Que tal aproveitar esta pausa de fim de ano e fazer o Planejamento de Marketing Digital? Foi pensando nisso que preparamos este artigo especial, com 4 superdicas para você seguir na estratégia de sua marca.

https://www.youtube.com/watch?v=eyjj5cYdYSk   Você que está no mercado sabe que é vital ficar sempre em contato com o cliente, o que por si só já explica a importância dos meios de comunicação utilizados para isso. Por outro lado, você também sabe que está ficando cada vez mais difícil lidar com eles. Lendo este texto você vai saber porque isso está acontecendo e vai começar a aprender desenrolar este problema. Ocorre que nos últimos anos a Imprensa está perdendo espaço na vida das pessoas. Segundos dados do IBGE, a Internet já está em mais da metade (55%) dos lares brasileiros, principalmente por dispositivos móveis. A audiência da Internet já

[vc_row][vc_column width="1/2"][vc_single_image image="3214" img_size="full"][/vc_column][vc_column width="1/2"][vc_column_text] Vai comprar as coisas para casa ou para o seu negócio? Muita calma nesta hora! As empresas que sabem vender elaboram estratégias e táticas impecáveis para faturar cada vez mais. E você? Tem ideia de qual estratégia usar para comprar cada vez mais e melhor, fazendo economia? Não, não. Isso não é impossível. As mesmas estratégias e táticas que fazem o sucesso das empresas podem ajudar você na hora de fazer as compras. Isso é muito importante, principalmente em tempos de crise, que encurtam nosso dinheiro. Uma das regras mais importantes é: . Evite comprar na necessidade. [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] Você vai receber um convidado para o jantar e,

[vc_row][vc_column][vc_column_text] Tudo nos faz acreditar que os conceitos de Marketing e de Defesa do Consumidor são antagônicos. Mas não. Eles são diferentes, não se opõem. Isso quer dizer que existe possibilidade de trabalharem juntos? Sim. E vou mostrar como. O Marketing é conhecimento acumulado na área da Administração que visa, entre muitas outras coisas, gerir a percepção de marcas (produtos, serviços, empresas, governos, instituições, ONGs, pessoas como políticos, atletas, profissionais liberais e até mesmo ideias) que possam interessar ao mercado, além de definir as estratégias de venda, distribuição e comunicação, gerando ações no mesmo mercado. Mas, o que é o mercado? Ele não é formado por